Tivemos cerca de 85mil visitas desde janeiro/2016 - 7600/mês e mais de 212 mil desde julho/2007

19.3.12

Hospital de Tomar - preços dos autocarros da urgência e outros

Consultando a Tabela de preços e horários da ligações entre os Hospitais do Médio Tejo, decidida implementar em Março de 2012, pela Rodoviária do Tejo, ficamos a saber várias coisas.

Em primeiro lugar, que com mais de 10 anos de atraso, pelo menos em relação à proposta publica avançada por vários dirigentes socialistas locais, entre os quais humildemente me incluo, é finalmente implementado uma primeira ligação, digna desse nome, entre as quatro maiores cidades do médio Tejo.

Em segundo lugar, ficamos a saber que após o encerramento das urgências, dignas desse nome, no hospital de Tomar e de Torres Novas, os tomarenses precisam de "apenas" 5,5€ para ir e vir a Torres Novas ou à "super-urgência" de Abrantes. Um custo acrescido, que durante os Governos do PS não tiveram nunca que suportar, porque se mantiveram urgências nos três Hospitais.

Em terceiro lugar, que o grande Hospital com corredores de 40Km, com as urgências todas em Abrantes, com a redução global de 10% das camas, sendo de mais de 30% só em Tomar, de onde, entre outras, saiu a medicina interna, não está a poupar um cêntimo, visto que as famílias estão a gastar, em transportes, taxas acrescidas e tempo perdido, aquilo que esta administração incompetente pensa poupar, mas que até hoje não demonstrou fazê-lo.

Em quarto lugar, esta administração Hospitalar, que mais não faz do que aplicar a bitola liberalizante do Governo com a maior insensibilidade social, depois do 25 de Abril, destruindo tudo o que se havia ganho, a nível de acesso à qualidade de serviços de saude nas ultimas décadas.

Não sei como vai terminar a estória, mas parece-me que não só vai terminar mal para o Governo, como este Conselho de administração irá encostar os costados na barra, em múltiplas audiências em tribunal, quando os nossos cidadãos começarem a morrer com esta ignóbil e desumana actuação.

P.S. - Como utente regular do Hospital de Tomar, onde só tenho bem a dizer de todo o pessoal em serviço nas urgências e especialidades varias, tive há pouco mais de uma semana a oportunidade de lá estar e mete dó ver corredores vazios de utentes e de pessoal ao serviço, dezenas de gabinetes fechados e tudo aquilo a consumir recursos públicos para não servir de quase nada. Se isto é boa gestão publica eu vou ali e já venho!

Sem comentários: