Tivemos 97.798 mil visitas em 2016 - 8150/mês, 46.866 de janeiro a maio de 2017 e mais de 274 mil desde julho/2010

17.8.05

MANIFESTO ANTI-POLVO III

Entendamo-nos!

Que Projecto para o Concelho de Tomar quererão os meus concidãos para o futuro?
Optarão por um regresso ao passado recente, ao passado mais distante ou pela coerência de actuação?

Fui daqueles que sem qualquer problema em 1994 apontei os problemas já sentidos por muitos na gestão Pedro Marques/PS. Aliás a Câmara PS de 1990-1997 só funcionou bem enquanto houve coordenação entre o Partido e o Presidente da altura. Mas como o poder deslumbra e os interesses são rápidos a "acalmarem" as consciências, rapidamente o que começara por ser um Projecto de geração (do Pedro, do Lino, do Alex), se transformou numa rocambolesca série de peripécias à filme mexicano.

Aliás esse célebre segundo mandato do Pedro foi o único que me lembro em que uma Moção de Censura foi apresentada na Assembleia Municipal e reprovada apenas por 1 voto. Teria sido apenas por "malandragem"? Ou foi porque já estavam todos fartos daquela gestão?

E que dizer do PDM, trabalhado á pressa nas anómalas circunstâncias impostas pelo Governo de Cavaco Silva, sem prever zonas de expansão nos diferentes nucleos urbanos rurais, como aliás chamei à atenção na altura na Assembleia Municipal?

Ainda sobre o PDM, sete anos volvidos de nova gestão (PSD) foram corrigidos os erros iniciais? Todos sabemos que não! E porquê?
E da trapalhada da expansão da Cidade para as Avessadas? Quem a iniciou sabem? Quem a continuou sabem?

As políticas têm rosto e os rostos têm nome: Pedro Marques e António Paiva!
Convem não esquecer!

Mas o que propõe o PS para ultrapassar isto? Faz promessas?
Não!
O PS de Tomar apenas propõe um caminho: o do desenvolvimento Sustentável, com prioridade para o investimento privado, fixação de empresas, criação de empregos e condições para a fixação de pessoas, resolução do trânsito e estacionamento e investimento no apoio às crianças e idosos, numa perspectiva de dimensão humana e social, na linha ideológica do princípio do serviço público.

Muitos dirão que propõem o mesmo: é natural! A Agenda para o Desenvolvimento do Concelho de Tomar - que está há vários meses on-line no site do PS de Tomar (http://portomar.psdigital.org), assim o diz e a cópia de ideias públicas é livre, como livres são todos os Homens!

Os Tomarenses terão uma das poucas oportunidades de fazerem história: transformar a maior maioria do PSD no País em 2001, com 62,8% de votos, na sua maior derrota: afastando de uma acentada dois males, que mais do que serem antagónicos são iguais. Ou se não fossem porque é que se combatem tanto? Pelo dinheiro? Pelo poder? Decerto que não é para servirem o interesse público: cada um deles já teve 8 anos para provar o que valia!!

E Tomar está melhor hoje do que Torres Novas ou Abrantes?
Se os responsáveis não "forem punidos", quem será?
As famílias que não podem criar os seus filhos em Tomar, nem dar apoio aos seus idosos?
Serão essas?

Não será a hora de Todos Juntos, por Tomar, acordarmos?
Parece-me bem que sim!

8.8.05

SABER O CAMINHO...

Temos vividos tempos interessantes na política Tomarense, entre boatos tolhos de sentido como o do PS não ir concorrer às eleições de Outubro (risos!) e o desespero de alguns "saltapocinhas" de encontrarem o "lugarzito" que melhor lhes garanta vá-se lá perceber o quê.

A tudo isto se mantem o PS de Tomar e a candidatura de Carlos Silva completamente indiferente. Aliás de outra forma não poderia ser, visto termos em tempo útil escolhido o nosso projecto de médio prazo - centrado no DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO do Concelho e numa visão mais Humana e Social para com os residentes, visto termos escolhido a Lista da Câmara em Maio, a Lista da Assembleia em Junho e terminado as Listas das Freguesias em Julho.

Fizemos o nosso caminho, sem ceder a pressões de quaisquer lobbies ou interesses que não fossem os do INTERESSE PÚBLICO, colocando militantes e independentes nos lugares para os quais se disponibilizaram, sem vedetismos, com a humildade que todos nós temos tido na assumpção das responsabilidade públicas que vamos - cada vez mais - tendo.

Neste contexto a azáfama de uns e o desespero de outros, levam aos nossos lábios um sorriso de sincera compaixão: É que tirando o PS e o BE, mais ninguém se apresenta com uma visão para o futuro do Concelho, apenas vedetas de diversa ordem, com diversos objectivos, mas todas no mesmo sentido - olhar para o PASSADO.

Ora ao PS e aos seus candidatos só uma coisa interessa: O FUTURO DO CONCELHO.

A proposta estratégica do Presidente CARLOS SILVA é bem clara: apostar em Tomar, nas suas capacidades, nos saberes dos seus quadros e empresários, no valor dos filhos de Tomar, criando riqueza, criando qualidade de vida, apoiando as crianças, jovens e idosos como até hoje ainda não foi feito, trabalhando solidariamente e em EQUIPA.

Muitos falam de "democracia", de "solidariedade", de "amor a Tomar", mas só CARLOS SILVA e o PS o praticam.

E sabem porquê?
Porque no PS sabemos qual é o nosso caminho. Sabemos qual é o caminho para Tomar.

E quando se sabe para onde se vai, não há cabos nem tormentas que metam medo ao intrépido espírito do Tomarense: daí o nosso orgulho no passado, daí a nossa certeza no futuro!


P.S. - Parabens ao Governo pela excelente escolha que fez para a Delegação Regional do Instituto da Juventude (Hugo Cristóvão), dando desta forma razão à aposta que temos feito em gente competente e séria e valorizando de forma honesta a EQUIPA CAMARÁRIA DE CARLOS SILVA. Com tal atitude sai definitivamente Tomar a ganhar: é que já estamos a pôr Tomar no Mapa, digam o que disserem...