Tivemos 97.798 leitores em 2016 e 99.854 em 11 meses de 2017 e mais de 327 mil desde julho/2010 (3,6mil por mês, durante mais de sete anos)

3.9.04

MAIS IGUALDADE, MELHOR DEMOCRACIA

Tenho sido nos últimos tempos abordado sobre as razões pela qual decidi apoiar Manuel Alegre, na sua candidatura para Secretário-geral do PS.

Quem me conhece à vários anos na política, sabe que os fundamentos em que me tenho baseado, estão alicerçado numa visão "nobre" da política, como serviço "estóico" à causa pública. Sempre entendi a política como um acto natural da vida e ser do PS, como um exemplo de seriedade e honestidade na condução dos destinos de todos.

Desde muito miúdo - entrei para o PS aos 16 anos -, olhei para homens como Francisco Salgado Zenha, Mário Soares e Manuel Alegre, como referências pessoais. Da sagacidade de Zenha, ao realismo de Soares, passando pela determinação de Alegre, se construiu o PS que hoje existe.

Por muitas vicicitudes passou entretando o PS, desde que em 83 me fiz militante, muitos Secretários-gerais teve, mas sempre numa lógica de serviço ao povo e de determinação na governação, foi o apanágio deste.

Estou certo que no futuro assim será!

Manuel Alegre representa para mim um exemplo que pretendo continuar a seguir - sem transviar! O PS não precisa de se "travestir" de direita, centro ou de esquerda. O PS precisa, isso sim, de se assumir na diferença de respeito social para o PSD, de defesa intransigente da opinião democrática diversa para o PP e do respeito pelo equilíbrio económico para o PCP e para o BE.

Para mim os eleitores quando são chamados a votar, devem ter a efectiva possibilidade de votar numa alternativa e não apenas numa alternância.

Para Manuel Alegre os valores contam e a equipa de dirigentes que o acompanham devem merecer a confiança dos socialistas, ou pelo menos daqueles que não se envergonham de dizer "camarada" e que assumem que o coração bate, um pouquinho mais, no lado esquerdo do peito!

Porque o sonho ainda é possível, optei claramente por assumir o apoio a Manuel Alegre, deculpem por isso qualquer coisinha...