Tivemos cerca de 85mil visitas desde janeiro/2016 - 7600/mês e mais de 212 mil desde julho/2007

21.3.12

Cidadão ativo começa a desinteressar-se pelo que a Câmara de Tomar faz ou não faz

O cidadão Luís Ribeiro, autor do blogue http://tomaracidade.blogspot.pt/ colocou um comentário no meu mural do face, a propósito do meu post de ontem, http://vamosporaqui.blogspot.pt/2012/03/os-eventos-desportivos-em-tomar-com.html, o qual não resisto a partilhar aqui, sem mais comentários:

"Dá Deus nozes a quem não tem dentes". Aquilo que o Luís Ferreira defende, também eu defendo. Mais uma prova de má gestão turística do concelho. Como disse o Luís, este evento desportivo foi bom, mas penso que ainda poderia ter sido melhor..., caso existisse vontade por parte da Câmara em alargar o mesmo. Por exemplo com a organização de algum evento cultural capaz de atrair os atletas, familiares e apoiantes presentes em Tomar neste fim de semana. Mas isto sou se calhar já a divagar e a intrometer-me onde provavelmente não devia.
 
Em forma de desabafo, começo a desinteressar-me pelo o que a câmara faz ou deixa de fazer. Tenho a minha vida profissional, pessoal, problemas já tenho os meus que me vão ocupando algum tempo, como tal começo a não ver razão para me preocupar com esses assuntos (que sei serem meus também, de todos nós munícipes, mas se a maioria não se preocupa, onde inclusive alguns são afetados diretamente, porque me preocupo eu?). Obviamente ainda darei a minha opinião aqui e ali, mas despreocupadamente, sem sentir que é meu dever (apesar de ser), por agora dou por findada a "minha luta".
 
----------------------------
E isto ainda é só no primiero dia da Primavera de 2012, a 18 meses das próximas eleições para a Câmara. Ainda mais 18 meses disto, perguntam? Pois!...
Que bem que te compreendo Luis. Obrigado pelo teu exemplo.

1 comentário:

Luis Ribeiro disse...

Preclaro amigo Luís,
agradeço a compreensão e a solidariedade.

De facto há muito que a câmara precisa de uma grande mudança, sabe melhor do que eu o que tem vindo a acontecer ao longos destas duas décadas, com cada vez mais Tomar no fundo e a deslumbrarem-se cada vez menos melhorias.
Obviamente responsabilizo os governantes tomarenses dos últimos tempos, mas responsabilizo também os munícipes que deixaram chegar a este ponto. Aqui é que Tomar errou e continua a errar, pois os cidadãos (grande maioria) estão desinteressados do que acontece ou poderá acontecer ao concelho. É um pouco como a crise, só quando bater mesmo no fundo é que tomam consciência da realidade.

Um forte abraço!