Tivemos cerca de 87mil visitas desde janeiro/2016 - 7700/mês e mais de 214 mil desde julho/2007

22.6.16

Turismo do Centro financia investimentos de Turismo em Tomar até 2019

O Turismo do Centro, no âmbito dos financiamentos Portugal2020, tem já aprovados três pacotes de investimento no Turismo, assim divididos:
 
2 milhões€ para os Lugares Património Mundial do Centro, onde se insere Tomar, Batalha, Alcobaça e Coimbra;
 
10 milhões€ para os Produtos Turísticos de base Inter-Municipal, a serem promovidos por exemplo pelo Médio Tejo;
 
3 milhões€ para a promoção e comunicação, dentro do Plano de Marketing definido.
Porta do Sangue, do Castelo Templário de Tomar, por onde se fazia o acesso entre a "vila de baixo" e a "vila de cima"
 
Tomar receberá destes investimentos, comparticipações para dois ciclos de aposta, a desenrolar em 2016-17 (Ação) e em 2018-19 (Celebração).
 
Para a Ação, no que a Tomar diz respeito, será financiada a Festa Templária de 2016, o Festival de Música e Património (2016/17), a sinalética para o Castelo Templário/Convento de Cristo numa perspetiva inovadora (2016) e o Festival de Luz e Som, a realizar em junho de 2017.
 
Em 2017 estão ainda previstas as obras de adaptação da Torre da Condessa, para garantir o acesso ao Castelo a partir da Mata dos 7Montes.
 
[De recordar que desde o QCA3, em 2008, depois do investimento realizado 8e pago pelo Município) na requalificação do caminho pedonal de acesso entre a "Vila de Baixo", a Cidade, à "Vila de Cima", na Torre da Condessa, que se tem aguardado que o IGESPAR, depois DGPC, responsável pela gestão do Castelo Templário, desenvolvesse as ações necessárias à concretização do acesso. Assim finalmente, iremos ter lá para 2018-19 um acesso ao Castelo aberto e em funcionamento, através da Mata Nacional dos Sete Montes]











Carta nº15 de Luis Ferreira - 19 de junho de 2016

Sem comentários: