Tivemos cerca de 87mil visitas desde janeiro/2016 - 7700/mês e mais de 214 mil desde julho/2007

25.6.16

Grandella - o Maçon das obras sociais e comerciante

De seu nome Francisco de Almeida Grandella, nasceu em 1853, na vila ribatejana de Aveiras-de-cima, filho do médico Francisco Maria de Almeida Grandella.
Armazens Grandella - Lisboa
Aos 11 anos teve de interromper os estudos e demandar a Lisboa onde foi marçano numa loja da Rua dos Fanqueiros, tendo criado em 1881, a Loja do Povo e, mais tarde, os Armazéns Grandella, inspirados nos então famosos Armazéns Printemps, de Paris, os quais conheceram assinalável prosperidade, até que em 1988 arderam no célebre Incêndio do Chiado, 54 anos após a morte do fundador.
Foi um dos primeiros entusiastas do dia de descanso semanal - que então não existia em Portugal, tendo nesse sentido fundado o Jornal "O Domingo" e mais tarde o jornal "Federação Comercial".
Depois de estabelecido no ramo comercial, fundou diversas fábricas de móveis e de têxteis, tendo sido ainda um dos fundadores do Teatro dos Condes e do então célebre clube dos Makavenkos, que mais não era do que um clube secreto de polígamos, em que decerto as orgias romanas serviam de inspiração, mas onde se preparou a estratégia final de derrube da Monarquia Portuguesa.
Bairro Grandella - S.Domingos Benfica
Em Benfica fundou um Bairro Social, para os seus trabalhadores - ainda hoje existente, onde havia creche e escola primária que, para os Maçons e para os Republicanos, o investimento na aprendizagem era e é essencial, para espalhar as verdades que apreendem nos ritos que professam.
Escola Primária de Aveiras de cima
Mas a primeira Escola Primária, das cinco que mandou construir, foi em 1906 sobre a antiga casa paterna, em Aveiras, desde o início criada como escola mista e gratuita, tendo funcionado aí o ensino primário, até 1992, onde ainda hoje impressiona pela arquitetura neo-clássica, de verdadeiro Templo do saber, onde os aprendizes se fazem companheiros...
Republicano, maçon e carbonário, amigo íntimo de Afonso Costa, integrou a comissão de resistência da maçonaria, que teve um papel crucial na preparação do 5 de outubro de 1910 e que era constituída por Miguel Bombarda, Machado dos Santos, pelo próprio Grandella, José Júnior e José Simões Raposo.
Escola primária de Alcoentre
Toda a obra social que financiou doou, em vida, ao Estado, tendo falecido no seu Palacete da Foz do Arelho já em plena ditadura (em 1934).
Palacete Grandella na Foz do Arelho (hoje INATEL)

Sem comentários: