Tivemos cerca de 85mil visitas desde janeiro/2016 - 7600/mês e mais de 212 mil desde julho/2007

29.2.16

GARANTIR A ABERTURA PERMANENTE DE TODOS OS MONUMENTOS E POSTO DE TURISMO EM TOMAR


A reunião de câmara desta segunda-feira aprova finalmente, a emissão de parecer prévio vinculativo, o qual permitirá a contratação de serviços de apoio ao funcionamento de Museus, Salas de Exposição, Espaços Patrimoniais e Equipamentos Turísticos.

Poderá parecer estranho e a maioria das pessoas não sabe, mas o Município desde há vários anos vem assegurando, ou melhor, procurando assegurar a manutenção em condições de visitação um conjunto vasto de espaços culturais, mesmo aqueles que não são sua propriedade.

Isso tem sido feito algumas vezes recorrendo a contratos emprego inserção – desempregados inscritos no Centro de Emprego, outras a horas de empresa de vigilância geral e mesmo voluntários da bolsa de voluntariado municipal, bem como às horas disponíveis dos trabalhadores do Município adstritos aos serviços de Turismo, Cultura e Museus.

No conjunto de equipamentos culturais a vigiar, ou melhor, para garantir a sua abertura e funcionamento, mesmo que nem todo o ano, contam-se: o Posto de Turismo, o Núcleo de Arte Contemporânea (NAC) do Museu João de Castilho, a Coleção visitável Aquiles de Mota Lima (Museu dos Fósforos), a Igreja da Misericórdia, a Igreja de Santa Maria dos Olivais, a Capela de Santa Iria, a Casa Memória Lopes Graça, a Sinagoga, a Igreja de S.João Batista, bem como as Exposições eventuais e permanentes que são colocadas nas Casas DOS Cubos, Manuel Guimarães, Vieira Guimarães e por fim, o Parque de Campismo.

Atente-se que para tudo isto e, bem assim, para garantir o acompanhamento, preparação e desenvolvimento de todo o trabalho na Cultura, Museus e Turismo existem apenas nos quadros do Município; uma chefe de divisão, duas técnicas superiores nos Museus, uma administrativa nos Museus, uma técnica superior na Cultura, uma administrativa na Cultura, uma técnica superior no turismo, três administrativos no Turismo, além de três assistentes operacionais adstritos ao funcionamento do Cine-Teatro. Pense-se ainda que há agora o desafio do complexo da Levada, e todos os eventos a que o Município presta apoio e organiza…

Naturalmente que, desde há vários anos, mais precisamente desde 2010 que está claro no meu espírito, depois da experiência de gestão direta que tive no setor, que não é possível encontrar soluções unicamente no contexto dos trabalhadores do Município.
E isto apesar da tentativa realizada no final do ano passado de, através do tão falado concurso de mobilidade se procurar obter mais três técnicos superiores na área do Turismo e um administrativo, que eram os lugares existentes no mapa de pessoal de 2015, entretanto reforçados neste mapa de pessoal, com mais três lugares de assistentes técnicos na área de Turismo. A esse concurso de mobilidade concorreram um técnico superior e um administrativo que, não fora a anulação do referido, poderiam estar já a reforçar o quadro do Município.

No entanto esse esforço não seria suficiente e, para vigilância minimamente qualificada é, absolutamente imperioso que se contratem serviços para esse fim. Especialmente para as Igrejas de Santa Maria, S.João Batista, Sinagoga e Coleção visitável Aquiles da Mota Lima (Museu dos Fósforos), de forma a garantir que os mesmos estão sempre abertos e não, como vem cada vez mais acontecendo, por vezes a estarem encerrados o que tem um impacto muito negativo na visibilidade turística da cidade e afasta, se reiterada, os operadores de promoverem visitas aos referidos locais.

Sempre defendi que a existência de protocolo e/ou contrato com empresa/entidades especializadas neste tipo de serviços seriam sempre um complemento adequado para que, em definitivo fosse possível ter sempre, como conseguimos em 2010, com elevado empenho e sacrifício de todos os trabalhadores e contratos emprego-inserção então a trabalhar no Município, os Monumentos e o Posto de Turismo abertos permanentemente no horário de verão entre as 10H00 e as 19H00.

A estratégia é essa e, a bem do Turismo em Tomar, deve ser finalmente implementada e seguida.
Espero sinceramente que não haja mais adiamentos. Como sempre disse e escrevi: sem permanentemente Monumentos abertos na Cidade, Turismo em Tomar é um faz de conta e isso só favorece a ideia de que temos apenas o Convento de Cristo, o que é como todos sabemos errado.

Sem comentários: