Tivemos cerca de 87mil visitas desde janeiro/2016 - 7700/mês e mais de 214 mil desde julho/2007

8.5.16

Crítica da razão impura - em Tomar!

 
A essência da política, como gestão da "polis" (cidade), é a capacidade de decisão em prol do interesse geral e todos, mas todos sem exceção, estarem sujeitos ao escrutínio dos demais cidadãos.

Em Tomar, cidade e concelho, capaz de tudo e do seu contrário, como grande centro de saber, de reflexão e de pensamento, não é exceção.
 
 
No passado como no presente, presidentes de câmara, vereadores, presidentes e membros das assembleias municipais, de freguesia ou das juntas de freguesia, das associações e dos clubes, articulistas e comentadores, sempre estiveram, estão e estarão sujeitos à crítica, do que fazem ou não fazem, do que pensam ou não pensam, ao abrigo do humor mais ou menos bem conseguido, nas rádios, nos jornais e nas redes sociais.
 
 
E meus caros, quem não tem capacidade para estar na vida pública e a tal escrutínio sujeito, só tem mesmo um caminho: voltar ao anonimato e ao conforto de antes da vida pública. Até lá, é a vida que continua e nela estamos todos, sem exceções, ao abrigo da avaliação dos demais. E, já agora, desenvolvendo a inteligente capacidade de perceber a diferença, de entender o diferente e conseguir ver fora da caixa.
 
Esta é, quanto a mim, a forma adequada de olhar o mundo, especialmente quando se procura tê-lo. E nem é preciso muito dinheiro ou viajar muito. As redes sociais não servem só para uns quantos se divertirem à custa dos demais, ou para vermos gatinhos e flores dadas e partilhadas, servindo também para vermos outras realidades. O Google e outros motores de busca levam-nos a todo o lado, com links úteis e inúteis, com milhares de fotos e de vídeos, onde podemos viajar, ler, aprender e cumprir aquele que foi o desejo de todas as gerações antes das nossas: alcançar um conhecimento elevado, com poucos meios e de forma muito rápida.
 
A grande rede (www) veio democratizar o saber, veio proliferar o mundo e abri-lo. Então porque alguns insistem em estar fechados no seu mundo egocêntrico, reagindo de forma completamente hiperbólica à mais leve crítica? Medo de ser mundo? Medo de estar neste mundo?
 
Parodiando o Herman José numa rábula muito conhecida de há mais de vinte anos: a vida não é só bolos. Ou como diz o povo: com papas e bolos se enganam os tolos.
 
Viajemos então e saibamos ser Homens!
Palácio dos reis Nazeris, em Córdoba, repositório da civilização ocidental durante mais de 700 anos 

 

Sem comentários: