Tivemos cerca de 87mil visitas desde janeiro/2016 - 7700/mês e mais de 214 mil desde julho/2007

12.5.16

Quatro anos depois já temos lugares marcados para Autocarros

Um dos dois lugares criados na Várzea Grande para Autocarros
A história conta-se de forma rápida e começa no verão de 2011, quando uma visita dos então vereadores, onde me incluía, fez uma visita, quer às obras da envolvente ao convento, onde várias sugestões dos vereadores do PS, permitiram melhorar algumas das condições de segurança do mesmo - com a criação, por exemplo, daquela proteção de madeira junto ao primeiro parque de estacionamento, antes do Terreiro D.Gualdim Pais.

Tive então a oportunidade de, no contexto da discussão que então se fez sobre um projeto, para uma receção e casas de banho a colocar no local da antiga Messe de Oficiais, na várzea grande, sugerido uma resolução simples para outro problema já então observado: o da dificuldade e/ou inexistência de locais para paragem de autocarros na cidade, que permitissem melhorar as condições de receção de turistas nesta.
 
Sugeri, por isso, que se colocasse sinalética horizontal e vertical, para o estacionamento de autocarros na várzea grande, na Av. Combatentes da Grande Guerra - entre a antiga messe de oficiais e o antigo Tribunal Militar. Estimei na altura entre 6-8 lugares que, sem quaisquer obras profundas, se poderiam facilmente obter, com simples marcações no pavimento e sinalética de estacionamento exclusivo para Autocarros se poderiam aí garantir.
 
Recordo ainda que o que estava na altura em discussão/análise, era o projeto já aqui referido da criação e uma infraestrutura de receção/casas de banho e a pavimentação do antigo espaço ocupado pela Messe Militar, que criaria cerca de 12 lugares para estacionamento, num investimento já aqui referido que orçaria em cerca de 200.000€.
 
A sugestão que fiz, resolveria parte substancial do problema, com custos de escassas centenas ou um milhar de euros apenas, garantindo pelo menos metade dos lugares apontados nessa proposta. Simples e rápido. Isto em 2011!
 
Os anos passaram, os presidentes da Câmara também e, este ano (2016), lá se marcaram os lugares e colocaram os sinais, para  paragem dos autocarros na Av. Combatentes da Grande Guerra. Infelizmente apenas dois, quando poderiam ter sido marcados mais. A melhoria é evidente e também evidente que soluções simples e baratas, apenas exigem imaginação e, já agora, uma maior rapidez de execução. É que quatro anos para fazer coisa tão simples, enfim...

Sem comentários: