Tivemos cerca de 87mil visitas desde janeiro/2016 - 7700/mês e mais de 214 mil desde julho/2007

28.5.16

Com financiamento comunitário - Entrada de Tomar, vai ganhar ALMA

Estão já terminadas as negociações entre os Municípios e as CCDR’s, no caso entre Tomar e Coimbra, para os financiamentos comunitários, sendo que estão  fechados cerca de 1 milhão de euros (só na primeira fase) para aplicação na requalificação da entrada de Tomar - Avenida D.Nuno Alvares Pereira e Flecheiro.

Foi aliás assinado no dia 31 de maio, com a centena de Municípios portugueses que têm Planos Estratégicos de Desenvolvimento Urbano (PEDU's), entre os quais Tomar, com 4,5 milhões€ de financiamento entre os 284 milhões€ a nível nacional.

Para a requalificação da Avenida Nuno Álvares, naturalmente que o Município deverá optar por concurso com pré-qualificação, no fundo um concurso de ideias, a exemplo do que foi realizado para o Pavilhão da Linhaceira, o que será mais um bom exemplo de escolha mais  transparente para uma via que é um dos principais pontos de entrada da Cidade, a qual tem um enquadramento único e que há anos precisava de uma efetiva melhoria.
Entrada de Tomar, que irá ser alvo de feitura de Projeto de Requalificação
A estratégia de intervenção passará por duas fases, a primeira a estar concluída previsivelmente até 2018, envolvendo a Av.Nuno Álvares e a zona contígua do Flecheiro junto ao Padrão Filipino e a segunda, a concluir até ao final deste programa comunitário (2023), visando terminar a requalificação urbana, desde a Ponte do Flecheiro até ao Padrão Filipino, em toda a margem do Rio Nabão.
 
Situação atual - muito melhorada em relação ao que existia em 2013, sem lixo nem placards que impediam a vista do monumento

Assim, um quinto (20%) do investimento direto para o chamado PEDU de Tomar (Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano), num valor de mais de 5 milhões€, será aplicado para esta área degradada da nossa cidade.



Convém recordar que este espaço estava em condições incrivelmente degradadas, com inúmeras placas de informações já desatualizadas, lixo vário espalhado pelos passeios, falta de vegetação no enquadramento do acampamento cigano e, um relógio colocado pelo POLIS que, durante dez anos, estava certo duas vezes por dia porque, feita a obra esqueceram-se de colocar uma calha técnica para transportar a energia elétrica de um lado para o outro da estrada.


No decurso do esforço de renovação aí implementado em 2014-15, com o empenho da Junta de Freguesia Urbana, foi possível valorizar muito toda a ligação entre a Capela de S. Lourenço e esta zona do Padrão.


Agora com este novo projeto e empenho de todos os agentes, passando naturalmente pela resolução de todo o Bairro do Flecheiro, Tomar ganhará em definitivo um novo espaço recuperado e requalificado. Quem por cá estiver em 2023 poderá constatar isso mesmo...
 
No projeto que se irá agora desenvolver, haverá a melhoria de toda a Avenida a partir desta zona para Norte, pressupostamente até à ARAL (Semáforos). Aqui, a oportunidade de ouro, para se resolver outro problema endémico que é esse entroncamento, perfeitamente solucionável.

Sem comentários: