Tivemos cerca de 87mil visitas desde janeiro/2016 - 7700/mês e mais de 214 mil desde julho/2007

30.11.11

PS presta mais um bom serviço a Tomar

Alguns dias depois da corajosa tomada de posição dos socialistas de Tomar, de dizer "basta" ao poder autocrático e desumano instalado pelo PSD há mais de 14 anos em Tomar e, especialmente depois deste ter desperdiçado as oportunidades que o PS lhe deu, de corrigir o desastroso rumo que vinha seguindo, a generalidade das reacções obtidas vêm sendo muitíssimo positivas.
Se havia quem expectava que o facto de o PS ter dois vereadores a tempo inteiro, constituia óbice para divergir com o rumo encetado, há década e meia pelo PSD na gestão do Concelho de Tomar, desenganou-se.
O PSD sempre pensou que podia continuar a decidir tudo sozinho, como queria e lhe apetecia, sem ouvir nada, nem ninguém. Enganou-se redondamente. Os socialistas em Tomar demonstraram ser a verdadeira alternativa ao poder PSD, mesmo na execução diária e em parceria com estes.
E o PS avisou sucessivas vezes: por exemplo, na abstenção do Orçamento de 2011 e no voto contra a estrutura orgânica do Município, em Dezembro de 2010 e no voto contra o acordo com a ParqueT em Março deste ano.

Mas o PSD não mudou: manteve o caminho do erro e naturalmente despitou-se.

Nunca o PSD em Tomar compreendeu o porquê dos tomarenses lhe retirarem a maioria absoluta nas eleições de 2009. O PS soube interpretar esse sinal e deu o seu assentimento a uma partilha de poder na governação do Município, de boa fé e com empanhamento e trabalho demonstrado em 25 meses de gestão nas Obras particulares, nos Bombeiros e Protecção Civil e em 12 meses de gestão dos Museus, Turismo e Cultura.

Percebia-se há muito o nervosismo sobre o bom trabalho que os autarcas socialistas realizavam. Era diária a tentativa de bloquear a capacidade de trabalho demonstrada, mas apesar disso, sempre fomos fazendo melhor trabalho que os anteriores titulares do PSD nesses sectores fizeram. Aliás, muito honestamente, não era assim tão difícil, tal o estado de abandono estratégico e de organização pré-existente nos sectores que estiveram aos socialistas confiados.

Estes dois anos serviram, se mais não fosse, para demonstrar que o "Rei ía nú", que a incapacidade e insensabilidade deste PSD é igual ao do anterior PSD e ao futuro PSD.
Estes senhores não sabem prever nada, projectar Tomar para lado nenhum, não têm uma acção de modernidade, não sabem gerir nada. Nenhum dos problemas que Tomar tinha foi por eles resolvido, apesar dos contributos e disponibilidade para ajudar do PS durante dois anos. Não saber não é crime, agora não querer aprender já denota falta de bom senso.

E foi assim durante dois anos: uma lástima na condução politica do Município, na execução dos existentes projectos entre mãos, uma fobia permanente que o parceiro socialista fizesse e demonstrasse trabalho, o que foi e bem feito, podemos afirmar sem modéstia.

Enfim: uma oportunidade perdida, infelizmente para Tomar!
Sobre as soluções para o futuro próximo, falaremos oportunamente.

Sem comentários: