Tivemos cerca de 85mil visitas desde janeiro/2016 - 7600/mês e mais de 212 mil desde julho/2007

3.9.11

O clamor do Alambor Templário - parte II

Tive oportunidade de recentemente visitar a histórica Cidade de Toledo. Esta foto, tirada dentro do "Alcazar", fortaleza construída no seu mais alto pormontório, despertou na altura em mim a curiosidade de como foi possivel uma intervençao "moderna" que preservou integralmente as descobertas arquelógicas realizadas, aquando das suas mais recentes obras.

O Alcazar de Toledo, alberga além da Biblioteca de Toledo, também o Museu do Exército. Esta parte do edifício, que valorizou construçoes anteriores existentes no espaço, desde os romanos, passando pelos árabes e a idade média, levou o volume construtivo que se pode constatar na imagem.

Acho que no debate importante que se está a fazer a propósito da descoberta histórica do Alambor da torre Nordeste do Castelo Templário de Tomar, é também interessante observar algumas intervençoes realizadas em locais de forte espólio arqueológico.

Acho sempre estranho quando oiço "radicais" clamores, incentivando todos os que como eu se preocupam com a preservaçao do nosso património, a vias únicas de impossibilidade de compatibilizar a modernidade e a preservaçao de achados arqueológicos, tirando partido do desconhecimento de outras soluções.

Espero que o tempo venha a aclarar os espíritos e a evitar que o alambor e o respectivo muro de suporte de terras que o "descobriu", não venham a ter a mesma, vergonhosa, sorte que teve nos últimos 20 anos o Forum Romano, contíguo ao Quartel dos Bombeiros.

Preservar é uma coisa. Abandonar, por fundamentalismos preservacionistas, é outra.
Espero que a opção seja a inteligente...

Sem comentários: