Tivemos cerca de 87mil visitas desde janeiro/2016 - 7700/mês e mais de 214 mil desde julho/2007

3.10.16

Parque de Estacionamento do Pavilhão passará a ser (quase) gratuito

Foi aprovado na Assembleia Municipal, no dia 30 de setembro, por larga maioria, uma alteração ao regulamento dos Parques de Estacionamento, a qual permitirá à Câmara, decidir a isenção total ou parcial da cobrança nestes.
O Parque de Estacionamento coberto do pavilhão Municipal, está a dar cerca de 3000€ de prejuízo de exploração por mês, estando numa zona que serve essencialmente o parque desportivo e de apoio a zonas residenciais que, a partir de 1 de novembro, vão estar tarifadas à superfície.
Parque de Estacionamento do Pavilhão Municipal Cidade de Tomar

É assim compreensível que a Câmara pretenda colocar este Parque sem qualquer vigilância, procurando poupar assim parte dos custos mensais e colocar, finalmente, este Parque ao serviço das atividades desportivas e dos seu milhares de praticantes mensais, no campo e no pavilhão, bem como servir de alternativa essencialmente gratuita aos residentes da zona de maior densidade da cidade.

É assim de esperar, com base no princípio da boa gestão e da onerosidade da cedência de equipamentos públicos, que a partir de 1 de novembro, o acesso a este parque se faça, na maior parte do tempo, gratuita. Naturalmente que, nestas circunstâncias, ou o mesmo estará encerrado no período noturno, ou passará a estar disponível para avençados, tipo garagem, com acesso reservado.

Claro que para a implementação de tais sistemas, serão necessários alguns investimentos, provavelmente na ordem de alguns milhares€, se não houver alteração das máquinas de cobrança.


O único senão nesta boa medida de gestão da mobilidade na zona mais densa da cidade, é que a presidente da Câmara tenha tentado ludibriar os deputados municipais, fugindo à verdade, na referida assembleia, não assumindo ser a intenção de tornar essencialmente gratuito este Parque, mesmo quando por mim questionada a fazê-lo, com a entrada em funcionamento do pagamento à superfície e de o encerrar ou o reservar para avençados, presumivelmente, durante o período noturno. Ora se as medidas a implementar até são positivas e complementares a outras estratégias de facilitação da mobilidade e de promoção da economia, porque não assumiu a Sra. Presidente de Câmara essa situação? Fica-lhe mal e denota demasiado nervosismo face ao escrutínio público a que está sujeita perante aqueles que foram eleitos para fiscalizar os atos da gestão municipal.

Como deputado municipal, foi em consciência que votei favoravelmente para que a Zona Desportiva pudesse passar a ter um acesso a estacionamento essencialmente gratuito, de forma a que os problemas constantes do estacionamento anárquico à superfície pudessem desaparecer.  O apoio às atividades económicas, previsto no regulamento agora revisto, contempla, disso estou certo, o apoio mais do que merecido às inúmeras atividades desportivas desenvolvidas pelos Clubes Tomarenses, como o União de Tomar, a Escola de Futebol, o Sporting de Tomar, a Gualdim-Pais, que são os que mais usam aquelas infraestruturas para os inúmeros eventos desportivos que trazem, com regularidade a Tomar, milhares e milhares de visitantes.


E para os moradores da zona, durante o dia, será uma excelente alternativa, se puderem dispor deste Parque a valores simbólicos ou mesmo gratuito.

Mas custava assim tanto ter tal objetivo sido assumido perante a Assembleia Municipal? De que vale ter gato escondido com rabo de fora?


 

Sem comentários: