Tivemos cerca de 85mil visitas desde janeiro/2016 - 7600/mês e mais de 212 mil desde julho/2007

3.6.11

Paulo Rangel e António Costa

Estamos a dois dias das eleições legislativas.
Talvez as mais importantes desde o 25 de Abril. De um lado a direita retrógrada, procura a revanche das ultimas e muitas derrotas que teve para os socialistas. De outro lado os socialistas que procuram dar apoio social num momento em que a Europa se auto-destrói.

Em todo o caso estabelecem-se dois cenários, os quais têm como consequência igual a substituição do líder político que perder.
E, na minha opinião, só uma vitoria dos socialistas evitara que dentro de 18 meses não estejamos em novas eleições, uma vez que com o plano de austeridade que aí tem de vir, os socialistas fora do governo, significa que a direita vai cair na Rua.

Quanto à substituição de Passos,ela far-se-á pelo mais brilhante político do campo PPD - Paulo Rangel, que foi aliás o único que até hoje ganhou uma eleição a José Sócrates.

No lado socialista só António Costa está em condições de liderar um PS ao reencontro com a esquerda da Rua, com perfil institucional forte, para eventualmente vir a ser Primeiro Ministro após o colapso breve da direita no eventual poder.


Mas, para evitar maiores males para o povo, que no final de contas será sempre quem acaba por sofrer com os governos de direita PPD, só há uma prevenção: votar PS!

Sem comentários: