Tivemos cerca de 85mil visitas desde janeiro/2016 - 7600/mês e mais de 212 mil desde julho/2007

15.10.10

Contas dos pelouros, após onze meses de gestão

No âmbito dos pelouros que tutelo - Bombeiros e Protecção Civil, Cultura, Turismo e Parque de Campismo, Museus e Gabinete de Apoio ao Consumidor -, este é o resumo dos gastos autorizados (ao abrigo da competência delegada) e das receitas arrecadadas desde 30 de Outubro de 2009 (inicio das minhas funções como vereador a tempo inteiro), até 30 de Setembro de 2010 (11 meses).

Bombeiros - Receitas de 154.356,14€ e 152.327,43€ de despesa;

Turismo/Campismo - Receitas de 75.338,85€ e 242.878,90€ de despesa;

Cultura - Receitas de 9.367,76€ e 167.389,18€ de despesa;

Museus - Receitas de 6.307,38€ e 58.956,42€ de despesa;

Num total, em 11 meses, de 245.370,13€ de receita e 621.551,93€ de despesa (taxa de cobertura de 39,5%), tendo o conjunto dos 67 colaboradores directos, de diferentes categorias e vínculos à administração publica, custado ao município cerca de 834.000€ em remunerações, complementos e subsídios.

Os três protocolos em funcionamento, com a Associação de Bombeiros, o Centro de Estudos de Arte e Património e a Associação Portuguesa de Turismo Cultural, tiveram associada uma despesa directa ou indirecta de 250.500€.

Fui assim responsável por uma despesa directa e indirecta de cerca de 1,7 Milhões€  e uma receita de 267.676€, tendo obtido uma taxa de cobertura de 14,4%.

(Valores obtidos com base nas informações obrigatórias apresentadas às reuniões de Câmara Municipal, nos termos da legislação em vigor)

Sem comentários: