Tivemos cerca de 87mil visitas desde janeiro/2016 - 7700/mês e mais de 214 mil desde julho/2007

20.8.11

Eu nem sou destas coisas, mas há cada cromo...

Por agora, leiam esta transcrição integral do site da Rádio Hertz e depois de dia 25 actualizarei este post com um comentário.

"Os Independentes por Tomar, a propósito desta solução constante da autarquia em procurar empréstimos, manifestaram-se preocupados, referindo que esta é a prova de que não há receitas próprias. O vereador PM quer que o executivo repense as estratégias de desenvolvimento económico do concelho:
«As obras a que se destinam os empréstimos a contrair e que foram objecto de comparticipação comunitária, tiveram sempre o apoio dos vereadores Independentes por Tomar. São obras que estão a decorrer e, como é óbvio, terão de ser pagas. Daí o recurso a estes empréstimos para permitir ao município honrar os seus compromissos. No entanto, não deixa de ser preocupante o facto de a autarquia, para poder honrar esses compromissos, ter que recorrer sistematicamente a empréstimos, o que revela falta de receitas próprias, aumentando, assim, o endividamento e expondo, deste modo, a sua incapacidade para criar mecanismos geradores de riqueza e, consequentemente, receitas.

Já a propósito da ParqT, os vereadores Independentes manifestaram preocupação com a sustentabilidade financeira do município. Pelo que, no que concerne aos empréstimos em apreço, tal preocupação não é só com os limites legais de endividamento, mas sim com a capacidade real do município em gerar receitas que permitam solver os compromissos e fazer face às necessidades sociais que se agravam de dia a dia, bem como à gestão corrente da autarquia. Assim, independentemente do nosso voto que é favorável, reiteramos a necessidade do executivo camarário, de forma séria e pragmática, repensar as estratégias de desenvolvimento económico do concelho e consequente captação de investimento, bem como assumir as crescentes responsabilidades que tem em termos de acção social para a comunidade que o município serve»."

"Bem pregas Frei Tomás, olha para o que ele diz, não o que ele faz", diz o povo e é bem verdade. A seu tempo se verá quem está de facto preocupado com a sustentabilidade financeira do Município e com as suas "receitas próprias"...

Sem comentários: