Tivemos cerca de 87mil visitas desde janeiro/2016 - 7700/mês e mais de 214 mil desde julho/2007

7.5.11

Congresso da Sopa 2011

Perto de dois mil pagantes, passaram hoje pelo XVIII Congresso da Sopa.

As mulheres e os homens que levantaram e cumpriram com entrega e brio o XVIII Congresso da Sopa, estão de parabéns pelo que conseguiram fazer. Quem nos visitou foi bem recebido, gostou certamente do evento e voltará à nossa terra. Os grandes objectivos foram assim conseguidos.

Foi mais uma vez notório o profissionalismo da equipa do turismo, reforçada naturalmente com outros profissionais da autarquia.

Mas não posso deixar de destacar o falhanço notório em dois "pormenores":
1. O gasto descabido e desnecessário em mais uma tenda;
2. A estratégia de promoção, com total ausência de eficácia, seja na garantia de acessos por novos públicos, seja pela venda dos eventos seguintes.

Honestamente penso que poupar na promoção para gastar em tendas, parece-me que temos mais uma estratégia "à mercado". Podia-se ter aprendido, mas não. Insiste-se na "dose" e dentro de semanas será mais uma tenda de 3500€ na Praça da República para uma Feira do Livro... Mas, como costuma dizer o povo quem pode, pode e quem pode, manda.

Em todo o caso o Congresso da Sopa é um evento que atingindo a maturidade, precisa de um "upgrade", com lifting incorporado. Gostei da ideia do Chakall e de prolongar as sopas, quase até ao jantar. A lógica multifacetada de eventos de fim-de-semana é que pode permitir desenvolver a indústria Turística em Tomar.


Pena que se tivesse perdido a presença do Folclore, que dava uma dimensão diferente ao evento, mas parece que eu sou dos poucos que acho que se deve manter o que vem sendo feito e melhorar APENAS as coisas, sem sectarismos ou invejas.

Talvez por isso tenha obtido resultados claros em 2010, no que aos indicadores de atendimento de turistas e de visitas efectuadas aos nossos monumentos concerne. A estratégia adequada acaba sempre por resultar. Destruir não é solução.

Se todos sabem isso, porque insistem no erro?

Sem comentários: