Tivemos cerca de 87mil visitas desde janeiro/2016 - 7700/mês e mais de 214 mil desde julho/2007

21.5.11

Resposta a António Rebelo

(como vivemos um periodo eleitoral e A.Rebelo insiste no seu blogue na afronta despudorada, descabida e falsa, aqui está a resposta que tem de ser dada, neste momento, sem tihiezas e em português)

Estimado Prof.Rebelo

Sei que o meu escrito lhe vai dar "corda" para mais três o quatro post's contra Sócrates, contra o PS, contra os socialistas em Tomar, contra Tomar e contra a malfadada sorte que teve em estar nesta terra que não o compreende.

Entende-se.
Compreende-se.
Aceita-se.

Que esteja danado por não ter espaço no firmamento político Tomarense.
Que julgando-se diferente dos outros, entenda estes como tendo sempre o usufruto de um estatuto que o sr. lhes não reconhece, por nascimento ou por "decreto" seu, demonstrando ser nesse aspecto igualzinho aos três ou quatro arautos do oportunismo e pedantismo local...

Que esteja ferido com os dirigentes socialistas locais, que preferiram o Arq. Vitorino para seu candidato à Câmara em detrimento de si próprio.
Que esteja danado com o Eng.Sócrates por este, antes da decisão da troika, ter decidido que também os aposentados da função publica comparticipassem no esforço solidário para com o pais, como os activos o estão a fazer. Ou seja, custa-lhe que o "imposto revolucionário" que a geração PREC nos está a cobrar à dezenas de anos, tenha de começar a acabar.

Custa-lhe! E porisso tece loas ao bando de destruidores que têm consumido a História e o Futuro da nossa Tomar.
Por isso convive mal com a critica baseada nos factos reais e simples da vida colectiva e parece querer encobrir os verdadeiros responsáveis pelo "desastre Tomarense", o PPD, com um ataque sempre invejoso e manhoso aos socialistas. Nesse particular pouco se diferencia dos que durante os ultimas dezenas de anos contribuíram para a destruição e atraso de Tomar.

Pois meu caro: que tenha muito boa sorte com a sua revolta por lhe irem baixar a aposentação, para a qual sabe muito bem que não descontou o suficiente. Critique o PS e o Socrates por irem, também aí IMPOR JUSTIÇA, acabando com mordomias desajustadas com a situação do País.

E quanto ao estado da arte local, entenda de uma vez por todas aquilo que já deveria ter observado há vários anos no PS local: quem manda lá são os que lá estão, não os que estão de fora. E o caminho do PS tem sido sempre o mesmo: denunciar o que está errado, propondo sempre alternativas. Primeiro durante doze anos na oposição pura e simples e desde há ano e meio na partilha do poder com os responsáveis do caos local.

E o que custará a alguns é que neste ano e meio os resultados obtidos no urbanismo, na cultura e no turismo, na Proteccao civil e nos bombeiros, enquanto geridos pelos vereadores socialistas, falam por si.

Dói? Pois dói.
Custa? Pois custa.
Porque aconteça o que acontecer, a "marca" socialista na gestão autárquica em Tomar está feita. E foi feita sem quaisquer subserviencias a "doutores" ou xico-espertos da terra. Foi feito, com liberdade real e não teórica dos que, como o Prof. são os melhores treinadores do mundo, mas apenas na bancada.. Já agora nessa bancada que também os seus agora amigos do PPD, Relvas & Companhia, também destruiram.

E já agora, se puder, explique lá em que é que o PS é responsável no disparate geral que é a gestão da autarquia de Tomar, se os dois casos mais graves não contaram com o apoio dos socialistas? Estou a falar, claro está do aumento do número de chefias de 11 para 22 e com o acordo para pagamento de 8 milhões à ParqueT.

Porque não vai pedir responsabilidades ao PPD e aos independentes do seu amigo Marques, que viabilizaram essas duas aberrações?

Quer melhor exemplo do que seria a governação do Pais pelo PPD, do que tem sido a governação de Tomar, durante 14 anos?

As nulidades que nos têm guiado, Relvas & Conpanhia, são o manancial de credito para a Governacao alternativa a Socrates. Está mesmo a ver-se. Ó se está!

Termino com uma das minhas frases prediletas do meu camarada Jorge Coelho: quem se mete com o PS leva... uma resposta política, claro está!

E está dada, escrita para que não haja duvidas e assinada para que se saiba que a coragem ainda não morreu ao vale do Nabão.

O libertário de serviço e autarca socialista eleito
Luis Ferreira

Sem comentários: