Tivemos cerca de 85mil visitas desde janeiro/2016 - 7600/mês e mais de 212 mil desde julho/2007

8.11.10

Os resultados obtidos nas áreas da animação cultural e do Turismo

Uma das obrigações dos políticos é prestar contas sobre o seu trabalho, sobre a sua acção.
Nunca esse trabalho é conseguido sozinho e só o empenhamento dos colaboradores da organização municipal e dos seus parceiros, nomeadamente o Instituto Politécnico de Tomar, através dos Departamentos de História e Turismo Cultural, o Centro de Estudos de Arte e Arquelogia e a Associação Portuguesa de Turismo Cultural. E é a eles que se deve, em primeiro lugar, os resultados obtidos.

Nunca como hoje esteve tanto em causa a transparência do trabalho público, exercido nomeadamente pelos eleitos ou nomeados, a executar funções públicas em nome do Povo.
Não há que ter vergonha do que se fez, da estratégia que se defendeu, desde que tal se faça com transparência,  honestidade, valorizando e aprendendo a melhorar sempre, o que se conseguiu obter em cada momento.

Um ano completo de mandato autárquico, onde pontuou pela visibilidade externa atingida, a actuação nas áreas da cultura e do turismo, justifica-se apresentar alguns dos resultados que foram conseguidos obter.

A saber:

a) O encerramento ao trânsito da Rua Dr. Joaquim Jacinto, troço leste, na envolvente à Casa Memória Lopes Graça, reintroduzindo a estratégia de uma "Cidade Viva", com comércio activo a caminho do desejado "Centro Comercial de Ar Livre";


b) O início da recuperação do espólio da Casa do Turismo Municipal e lançamento das bases técnicas para a catalogação dos espólios museológicos de Tomar;

c) A modernização da recepção do Parque de Campismo, com a introdução de novo sistema de facturação automático, melhorias do sistema de controlo interno na prestação de contas, a dispensa de máquina de venda automática de comida e bebida, a internet sem fios e os novos grelhadores disponíveis para os turistas, limpezas gerais e a venda de merchandising na Recepção do Parque;

d) A possibilidade da abertura do Centro de Documentação do Museu Municipal João de Castilho, a organização pelos serviços de Museologia das exposições acordadas e a preparação de outras eventuais, nomeadamente da exposição evocativa “850 anos – Herança dos Séculos” na Biblioteca Municipal e no espaço público de Tomar;


e) O levantamento do espólio de filmes e fotos da “Comissão de Iniciativa e Turismo”, dos anos 50-60-70 do Sec.XX, em tratamento de conservação e dados como desaparecidos durante décadas;

f) A vivificação da Casa Memória Lopes Graça, com a fruição do Piano aí decidido colocar neste ano, numa Rua finalmente fechada ao tráfego automóvel;


g) A uniformização de todos os horários de abertura dos espaços visitáveis da Cidade e Tomar, a partir de 4 de Abril deste ano, que melhorou o serviço ao turismo, ao património e à cultura, por todos os agentes reconhecida, acabando com vários anos de desajustados horários de atendimento ao visitante;

h) A criação das condições para a venda de merchandising diversificado, no Posto de Turismo, no Posto Informativo e na Recepção do Parque de Campismo;

i) O aumento nos primeiros nove meses deste ano de 35% do número de Turistas atendidos nos nossos postos de atendimento – Turismo Municipal e Posto da Vieira Guimarães;

j) O aumento de 56% das visitas guiadas efectuadas, através dos protocolos já existentes;

k) O aumento de 15% das visitas aos Monumentos abertos em Tomar;

l) O aumento de 5% nas dormidas nos Estabelecimentos Hoteleiros de Tomar;

m) O aumento, reconhecido pelos próprios, dos frequentadores da Restauração da nossa Cidade;

n) O retomar da existência de Cinema em Tomar, todos os dias, de Segunda a Domingo, a partir do mês de Outubro e da execução de um vasto programa de promoção ao Cinema iniciado em Junho deste ano;

o) O aumento, até Setembro, de 18% do número de espectadores de cinema, em relação à média dos anos anteriores;

p) O aumento de 5% do número de espectadores às sessões de Teatro Infantil;

q) O aumento de 61% do número de espectadores às sessões de Cinema Infantil;

r) A melhoria da eficácia da promoção dos grandes eventos desenvolvidos e apoiados: Carnaval, Sopa, Lego, Tomaribando, Bons Sons, Gala Acordeão e Mercados Novecentistas (de Maio e de Outubro), no apoio também ao Programa Praça Viva e ao Festival de Estátuas, com o contributo para a produção dos folhetos e brochuras de divulgação;

s) As diversas primeiras iniciativas realizadas: A Gala Internacional do Acordeão dos Templários de Outubro, o Mercado Novecentista de Maio, Conferências de Santa Iria de Maio-Junho e Outubro-Novembro, Cerco ao Castelo de 11 de Julho e Evocação do 13 de Outubro, BikePapper do património, Dia da Espiga em Maio, inúmeras recepções a grupos de visitantes, durante todo o ano e cerimónias do 1 de Março na Igreja de Santa Maria, o apoio ao programa Praça Viva e Festival de Estátuas, bem como a preparação do novo evento gastronómico da “Mostra do Feijão Templário” a 27 de Novembro, da ExpoCasamento em Tomar, de 4 a 7 de Fevereiro de 2011 e do Concurso de Harmónicas dos Templários em preparação para 2011;

t) A sequência que demos a todas as anteriores actividades, como seja a Artes à Margem, localizada agora definitivamente na Praça da República, do concurso internacional de Piano Lopes Graça, as exposições na Casa dos Cubos, Casa Memória Lopes Graça, Núcleo de Arte Contemporânea e Galeria dos Paços do Concelho, as mostras gastronómicas da Lampreia, Doces Conventuais, Sopa e Feijão, o evento Lego e o apoio ao Carnaval de Tomar e da Linhaceira, ao Tomarimbando e Festival Bons Sons;

u) O incentivo e apoio ao Programa “Cine-Teatro para todos”, que começou no mês de Outubro a trazer as crianças das Escolas do Concelho ao Teatro e ao Cinema Infantil;

v) O sucesso que foi a participação de Tomar na “ExpoGalicia”, em Vigo e o lançamento do kit de Vinhos Templários, a realizar no próximo Domingo, dia 14 de Novembro;

x) A criação do site www.descobreTomar.com, brevemente na sua versão final, porta de entrada para os eventos a realizar em Tomar, com o objectivo de funcionar como link turístico e cultural para o Concelho. Este site está durante a época 2010/11 a ser promovido pela equipa sénior do Sporting Clube de Tomar. Activamos também um blog de divulgação do parque de Campismo o http://www.campingtomar.com/ e do Congresso da Sopa http://www.congressodasopa.com/;

y) A criação de um serviço gratuito de acompanhamento às visitas no centro histórico, todos os dias às 11H, 15H, no Inverno e 17H no Verão, de Terça a Domingo, a partir do Posto de Turismo Municipal;

w) Com o selo de qualidade do Fatias de Cá, a realização de peças de Teatro nos espaços públicos do Mouchão e das Piscinas Municipais Vasco Jacob, na antevisão das comemorações dos seus 50 anos de existência;

z) Pela ausência de condições de higiene junto à entrada do Castelo Templário garantimos, de Maio a Outubro, a existência de casas de banho provisórias na denominada "cerrada dos cães";

aa) O aumento da receita do Parque de Campismo, em cerca de 40%, após mais de 500 mil euros de prejuízo, por este ter sido mantido encerrado durante seis anos e a aquisição de 10 Bicicletas para empréstimo a visitantes e turistas, brevemente em funcionamento;

ab) A efectivação de dois importantes protocolos para o futuro do associativismo em Tomar a médio prazo, um com a Federação do Folclore Português e outro sobre a formação associativa com a Confederação das Colectividades de Cultura e Recreio.

Na área do Turismo deixamos ainda uma equipa organizada, estruturada e vocacionada para o atendimento, encaminhamento e acompanhamento do turista/visitante, dotada dos meios mínimos de divulgação - mapas, cartazes, folhetos  e merchandising diverso. Adquirimos um Stand promocional para o Município e dotámos as colaboradoras permanentes de vestuário adequado à sua missão.

Na área da animação cultural melhorámos todos os indicadores de frequência cultural e lançamos bases para um apoio mais eficaz às actividades.

Na área da promoção, investimos na divulgação no Centro-Norte do País, preparando Tomar para a abertura do IC9 em 2011, que colocará Tomar a 18 minutos da A1 a Norte de Fátima e tinhamos em marcha um grande campanha de divulgação de Tomar, através de outdoors promocionais da "Tomar - Cidade Templária".

Noutra vertente, considerámos como estratégica a participação nas Feiras da Bolsa de Turismo de Lisboa (Jan2011), INTUR, Feira de Turismo Cultural & City Break (Expo) de Málaga (Set2011), Feira Internacional de Turismo do Interior de Valladolid (Nov2011),  e FITUR, Madrid (Jan2012), procurando o mercado da Grande Lisboa e Espanhol, como mercados a explorar e desenvolver para a próxima década em Tomar.


As brochuras que criámos, âncoras dos eventos e actividades realizadas e/ou apoiadas pelo Município, tiveram como principal objectivo dar um panorama de modernidade aos eventos, com informação objectiva sobre os mesmos e em cada um divulgar os seguintes, reforçando a lógica da continuidade. A distribuição que promovemos pela hotelaria, restauração e postos de turismo da região, estou certo que valorizou a visibilidade de Tomar.

 
Em tudo o que fizemos tivemos uma preocupação base: manter tudo o que estava em actividade, melhorando o seu funcionamento, incentivando os colaboradores, valorizando o seu sentido crítico e dinâmica profissional, introduzindo novos eventos, novas actividades, uma maior disponibilidade e essencialmente uma nova filosofia.
 
A nova filosofia que desenvolvemos foi a de que TOMAR VALE A PENA! Vamos promovê-la!
 




Notas finais:
1. Para a execução da nossa missão, iniciámos em Nov/2009 com a colaboração directa (nestas áreas) de 4 técnicos superiores, 5 assistentes técnicos, 17 assistentes operacionais e 7 contratos Emprego-Inserção (Instituto Emprego), num total de 33 pessoas, além dos colaboradores inseridos nos programas "Olhar Tomar" e "Tomar Património".
Terminámos em Out/2010 com a colaboração directa de 4 técnicos superiores, 6 assistentes técnicos, 15 assistentes operacionais, 1 estagio profissional e 8 contratos Emprego-Inserção (Instituto Emprego), num total de 34 pessoas, além dos colaboradores inseridos nos programas "Olhar Tomar" e "Tomar Património".
 
2. Para todo este trabalho e em razão dele, geramos num ano cerca de 517 mil euros de despesa e 97 mil euros de receita. Os colaboradores do Município e programas de apoio custaram durante este ano cerca de 457 mil euros.

Sem comentários: