Tivemos cerca de 85mil visitas desde janeiro/2016 - 7600/mês e mais de 212 mil desde julho/2007

22.3.14

Azedo Gneco e a fundação do Partido Socialista Portugês em Tomar

Azedo Gneco, ao centro, num comício do
Partido Republicano em 1907 (Teatro do Rato)
De seu nome EUDÓXIO CÉSAR AZEDO GNECO (1849-1911), foi um dos fundadores do primeiro Partido Socialista existente em Portugal e fundado em Tomar em 1875.

Nasceu em Samora Correia (concelho de Benavente) e era gravador de profissão, medalhista e aprendiz de escultor, tendo iniciado a sua atividade política e sindical no Centro Promotor dos melhoramentos das classes laboriosas, que havia sido fundado em 1852.

Na sequência da deslocação a Lisboa, em 1871, de três dirigentes socialistas espanhóis, Azedo Gneco, participa na fundação da Fraternidade Operária, que chegou a reunir mais de 3000 sócios.

Em 1875, com Nobre França, Caetano da Silva, Agostinho da Silva e António Joaquim de Oliveira e, mais tarde, Antero de Quental, funda o Partido Socialista, aderente à I Internacional, de orientação federalista e proudhoniana.

Em 1890, Azedo Gneco criou a Liga da Dmocracia Socialista e, juntamente com Nobre da França e Ramos Lourenço, a primeira cisão entre os socialistas.

Organizou, em 1893 o Congresso Nacional Operário e o Congresso Anticatólico em 1895.

Em 1901, defende a aliança com os republicanos, contrariando a orientação de outros grupos que se reclamavam do socialismo. Mas, a partir de 1907 o Partido Socialista Português afasta-se dessa aliança, sendo totalmente dissolvido com o advento da república.

Azedo Gneco morreu em Lisboa a 29 de Junho de 1911, com 62 anos.

Sem comentários: