O blogue teve 106.801 visitas em 2017 e mais de 391 mil desde julho/2010 +++ 53.567 visitas em 2018 (ate julho)

23.6.18

Direito à greve?


Os professores fizeram greve? Está mal, porque isso prejudica os alunos.
Os estivadores? Pior, porque isso prejudica a economia. 
Os médicos? Muito mau para os utentes. Idem para os enfermeiros. 
E os trabalhadores do setor dos transportes? Enfernizam a vida a milhares de pessoas. 
Os pilotos, os controladores de tráfego aéreo? Colocam a TAP à beira do abismo. 
Os bancários, os contabilistas, os funcionários administrativos? Prejudicam gravemente o país...
Dizem que a greve é um direito porque consta na Constituição. Ora, o problema não está na Constituição em si (que é sagrada), está nos resquícios do PREC que ainda lá restam.


Bastariam umas pequenas atualizações. 
No art. 57, onde diz 
1. é garantido o direito à greve", deveria ser acrescentado "desde que não cause danos a terceiros ou prejuízos aos altos interesses da Nação"

De seguida, onde se lê 
"2. Compete aos trabalhadores definir o âmbito de interesses a defender através da greve, não podendo a lei limitar esse âmbito", bastaria uma quase impercetível correção: "Compete ao governo em funções definir o âmbito de interesses a defender através da greve, não podendo os trabalhadores alterar esse âmbito".

POIS!

perguntas frequentes sobre o direito à greve, podem ser lidas aqui