Tivemos cerca de 87mil visitas desde janeiro/2016 - 7700/mês e mais de 214 mil desde julho/2007

20.2.10

Dizer sempre mal não cansa?

Este podia ser o mote para uma crónica escrita em qualquer momento, mas não é tempo para grandes delongas. Há quem se coloque sempre numa perspectiva de que tudo esta mal. Problemas sempre existiram, sempre existirão. Soluções é que são mais difíceis de encontrar. Em relação ás comemorações que se iniciarão no dia 1 de Março deate ano e só terminarão lá para os idos de Maio do ano que vem, vão existir e bem muitas e variadas opiniões.

É bom saber que afinal há sempre gente muito disponível para tudo, nomeadamente para levamtar problemas, mas sempre que se precisa da sua colaboração surgem sempre mais exigências e complicações, por exemplo advindas de poderes ou legitimidades que não são legitimadas pelo voto popular.

São formas que respeito, mas sobre as quais não tenho obrigatoriamente que estar de acordo. Entre os foguetes do 1 de Março e a Fáfá de Belém no dia 21, e alem do primeiro mês, haverá espaço para exposições, lançamento de livros, visitas guiadas e até conferências...

As comemorações de 2010 e 2011, sob o lema TOMAR CIDADE TEMPLARIA, A HERANÇA DOS SÉCULOS, irão ser por alguns consideradas uma chatice, caras ou demasiado pobres dirão alguns, curtas ou excêntricas dirão outros...

Mas esta é a vantagem da democracia: cada "tonto" pode dizer o que lhe apetecer e dai não vir nenhum mal ao mundo. Vai-se a ver foi para isso que se construiu a liberdade de expressão e a responsabilidade da decisão nos eleitos.

Mas felizmente para tudo há solução: no PS há eleições este ano e na autarquia no final de 2013. Basta concorrer, nada mais simples!

E o cotovelo? Continua com dói dói não é? É da vida...

Sem comentários: