Tivemos cerca de 87mil visitas desde janeiro/2016 - 7700/mês e mais de 214 mil desde julho/2007

10.7.09

…e o futuro aqui tão perto!

[Nota do dia, lida aos microfones da Rádio Hertz FM98, transmitida hoje após os noticiários das 13H e 17H, retransmitida Domingo dia 13 de Julho, depoisa das 13H]

A Câmara de Tomar começou finalmente a pagar a parte dos seus fornecedores, depois de ter recebido do Governo um financiamento de quase 5 milhões de euros, do Programa “Pagar a tempo e horas”, o que constitui uma boa notícia.

Outra boa notícia foi a aprovação do Programa Integrado de Valorização Urbana, com um importante financiamento do QREN, que se não fosse a estratégia do Governo PS, para a valorização dos centros das Cidades, na linha aliás das intervenções POLIS, não seria realizado. Mas em Tomar uma boa notícia trás quase sempre um lado negro e na penúltima reunião de Câmara o Estudo Prévio da envolvente ao Convento de Cristo foi aprovado pelo Município, com o voto contra do PS, integrando um buraco financeiro – sem qualquer financiamento – de 2,8 Milhões de Euros, além de prever escavar a encosta para instalar mais Parques de Estacionamento.

Será que é isto que o Presidente Corvelo vai explicar à população na sessão de apresentação, que irá realizar na próxima Sexta-feira? Ou é mais uma acção de campanha eleitoral do PSD, paga com o dinheiro dos contribuintes?

Não fez sessões públicas para recolher opiniões da população sobre o modelo, ou propostas concretas de intervenção. Já recusou, por diversas vezes, propostas do PS para desenvolver o Orçamento participativo, para ouvir a população sobre o PDM, para melhorar as candidaturas a fundos comunitários e agora, a dois meses de eleições vem fazer sessões públicas com Projectos fechados? Se isto não é fraude política, o que é que é fraude?

Sobre o PDM, que continua a marinar na incompetência de 12 anos de maioria PSD, sem que se veja uma luz ao fundo do túnel, consideramos que este novo PDM, deverá marcar o princípio de uma nova forma de melhorar significativamente a qualidade de vida das populações.

Não queremos que, como se escreve, por exemplo no actual relatório de análise, a exemplo do que eu Deputado Municipal na altura chamei também à atenção, que

“as regras do PDM de 1994 influenciaram de forma marcante a estrutura do povoamento do concelho de Tomar, que é caracterizado por uma forte dispersão da construção. Esta situação deve-se, em parte, à forma como foram delimitados os espaços urbanos (ou antes, à ausência de critérios na sua delimitação) e às regras de construção em espaço agrícola e agro-florestal no PDM de 1994.”
Relatório da 2ºFase do PDM, Capítulo 7, Pg 25 – CESUR (IST) 2009

Os que contribuíram assim, para criar desde 1994 esta situação, muito especialmente os que durante 11 anos, entre 1997 e 2008, nada fizeram para a alterar, deveriam ser pelas populações DIRECTAMENTE RESPONSABILIZADOS, pelos prejuízos criados ás pessoas individualmente consideradas e à comunidade, colectivamente estudada.

E dizemos isso porque o PS ouviu a população em sessões públicas e concluiu que o que preocupa especialmente os nossos concidadãos, é o facto de não terem soluções que lhes permitam fixar familiares directos na sua área e de faltarem muitos equipamentos e serviços que valorizem as vivências, fora da cidade. Sempre dissemos que o Concelho é composto por 16 Freguesias!

Os rostos do passado: Pedro, Paiva e Corvelo, são os responsáveis pela situação que se vive no Concelho e devem por isso pagar caro o prejuízo que têm feito a Tomar!

Para terminar, só dar-vos mais um exemplo da razão que têm tido os autarcas do PS, quando desde há 2 anos vêm propondo que o municio inicie conversações com o Instituto das Lojas do Cidadão para instalação em Tomar de uma dessas Lojas, que possa ter todos os serviços ao público num só local, com melhores horários a exemplo do que já é feito em cerca de 30 Cidades do país.

Pois sempre tem a maioria PSD recusado, com o argumento de que não sabem quanto custaria implementar isso. Uma Câmara que estraga dinheiro em processos judiciais, como os dos Parques de Estacionamento do Pavilhão e por detrás da Câmara, devia ter vergonha.

Mas mais vergonha devia ter quando a Câmara de Torres Novas assinou a semana passada o Protocolo com o Governo para instalação nessa Cidade de uma Loja do Cidadão com mais de 1000 m2 de serviços, onde até a emissão de passaportes está contemplada, com um investimento que passa pelo pagamento da água, da luz e da manutenção durante 15 anos, do edifício que o Estado vai construir, orçado em 1,2 Milhões de Euros.

Ou seja, Torres Novas vai ter já em 2010 uma Loja do Cidadão, onde os Tomarenses passarão a ir, que não custa literalmente nada ao Município, porque o PSD em Tomar é de vistas curtas e incapaz de sair da letargia em que nos mergulhou, vai para 12 anos.

Quase que apetece citar Sérgio Godinho quando este canta que “estive quase morto no deserto, e o Porto aqui tão perto”.
E Porque TODOS SOMOS PRECISOS, eu digo que “Estamos quase mortos num deserto, de ideias, e o futuro aqui tão perto”.
Agarre-mo-lo!

Sem comentários: