Tivemos 97.798 mil visitas em 2016 - 8150/mês, 34.491 de janeiro a abril de 2017 e mais de 269 mil desde julho/2010

24.7.08

MOÇÃO DE CENSURA DO PS

PORQUE RAZÃO NÃO A VOTOU A CDU E O BE?

Artigo de opinião publicado no Jornal "O Templário", na sua edição de 24 de Julho de 2008

O PS apresentou na última Assembleia Municipal uma Moção de Censura à Câmara PSD, que viria a ser recusada com 20 votos contra do PSD e do Presidente de Carregueiros, e 13 a favor do PS e dos IpT. A CDU e o BE não participaram na votação tendo abandonado a sala.

Estranho? Nem tanto.
Quais os argumentos invocados? De ambos, CDU e BE, a alteração das grelhas de tempos que proposta pelo PS, viria a ser discutida dois pontos da ordem de trabalhos mais à frente.
Tal argumento não pode ser levado a sério, pois mesmo que tivessem alguma razão, o que também não é o caso, o que estava a ser votado era a censura à Câmara Municipal, à sua gestão ineficaz, às suas políticas erradas, ao devaneio autista que perpassou durante mais de dez anos por Tomar, à incapacidade para promover o desenvolvimento económico e a fixação de população, a revisão do PDM prometida há dez anos, o desrespeito pelas decisões da Assembleia Municipal mesmo votadas pela sua própria maioria, enfim um desfiar de razões que podem ser lidas na íntegra em http://www.tomar.psdigital.org.

O que objectivamente não quis a CDU, nem o BE fazer foi votar ao lado do PS contra a Câmara PSD. Por dois motivos diferentes na origem mas iguais no resultado, a CDU porque embora diga sempre que quer que o PS “governe para os trabalhadores, as mulheres, os reformados e pensionistas e construa políticas de esquerda”, no fundo não deseja que assim seja, preferindo reiteradamente que quanto pior melhor.

A actual CDU, capa para o mais dogmático Partido Comunista do mundo desenvolvido, apenas se quer alimentar da desgraça e miséria alheia, enquanto os seus dirigentes se banqueteiam no orçamento dos altos cargos do dirigismo e funcionalismo sindical, mais parecendo um bando de abutres que procuram a mais pútrida carcaça para se alimentar. Este PC que dá corpo a esta CDU, só é capaz de mostrar a sua força contra o PS, preferindo claramente que o poder esteja entregue aquilo que eles apelidam de direita, mas que mais não faz do que alimentar o seu dogmatismo balofo dos baús da história. Em Tomar não é diferente. Basta ouvir as intervenções que são proferidas na Assembleia pelo seu deputado eleito, para se perceber que por vontade da CDU, já teríamos acabado de vez com os ricos, quando o que falta é acabar com os pobres.

O BE, porque tendo adjudicado a sua representação a um cidadão que em caso de discordância com as posições do Bloco opta por faltar à Assembleia e não se fazer substituir, privando assim o BE de ter a sua representação que o povo votou para ter na Assembleia, mais não se pode esperar que este, naquilo que é essencial, seja conivente com a gestão PSD.

Ao não quererem votar a Moção de censura apresentada pelo PS, a CDU e o BE na Assembleia deram razão à cada vez mais notória conivência de públicas virtudes políticas com privados vícios políticos. Têm objectivamente medo que o PS possa chegar ao poder da Câmara Municipal, porque sabem bem que este irá mudar as coisas! Preferem de forma clara o PSD, que mantém tudo como está. Nem querem saber se será com o grupo do Carrão, do Ivo ou do Corvelo. Mas que preferem o PSD isso é notório.

Mas se é assim porque não fazem como o Presidente de Junta de Carregueiros eleito pela CDU e agora em transição acelerada para o PSD? Porque não vão já para o PSD e deixam de defraudar quem votou neles?

A clareza, a honestidade intelectual, a frontalidade é sempre melhor do que a conivência velada.

Todos ficámos a saber que para a CDU e para o BE, não havia quaisquer razões para censurar a Câmara PSD. Logo esta que é a pior desde o 25 de Abril. Lindo!