Tivemos 97.798 mil visitas em 2016 - 8150/mês, 34.491 de janeiro a abril de 2017 e mais de 269 mil desde julho/2010

14.5.07

CARTA ABERTA

(A propósito do que se passa pelos lados do Condado do Flecheiro ... )

Aos fiéis escudeiros de Pedro Marques e seu grupo de “Independentes”

Esta especial missiva, plena do distanciamento de quem há várias semanas que não passava os olhos por este Condado, vai direitinha se não me engano, aos meus estimados colegas Deputados Municipais Fernando Oliveira, João Simões e ao seu fiel opinativo “undercover” Doutor Jorge Cosme:

Certo de que os encontrarei de boa saúde, o que folgo, adverte-me o bom senso que vos relembre que de nada vale continuarem as esgrimir pseudo-argumentos de "baixa política", sob a permanente forma de anonimato. Nem Tomar, nem o(s) vosso(s) "Senhor(es)" necessitam de tal demonstração de seguidismo, permitam-me adjectivar, de cariz especialmente bacoco. Parece que tal expediente já foi, por alguém, tentado no decurso da campanha autárquica de 2005 contra o actual Presidente, sem qualquer sucesso.

Urge que entendam que os Tomarenses se estão perfeitamente "nas tintas" para o passado que representam.
Urge que concedam que cada um de nós em Tomar está é preocupado com o nosso futuro.
Urge que reflictam que para defender as vossas, perfeitamente legítimas opiniões, apenas precisam de as demonstrar mais válidas que as dos outros.

Urge, que se preocupem primeiro com o decurso do interesse colectivo da comunidade Tomarense e só depois com o interesse do(s) vosso(s) Senhor(es).

Urge que entendam, que o "achincalhamento" e a "lama" com que tentam atingir aqueles que pensam ser os vossos adversários, acabam invariavelmente por os atingir a vós próprios, qual boomerang que com velocidade incrível volta ao local de origem.

Urge que entendam, que pelo facto de terem estado "a dormir", permitam-me a expressão, na questão da defesa do Mercado Municipal, sem sequer procurarem esclarecer a população como o fizeram o PS e a CDU em Tomar, não vos dá o direito de tratarem com menoridade, como o fizeram os V. Vereadores na última reunião de Câmara, os mais de 1.000 cidadãos que em folha individual e por si assinada, manifestaram a sua intenção e sugestão de corrigir o erro colossal, que é a colocação de um prédio de 5 pisos - dito Centro Comercial - no actual espaço ocupado pelo Mercado Municipal.

Percebemos que tenham sido surpreendidos pela capacidade demonstrada pelo PS, quer no esclarecimento à população através dos folhetos, quer através do debate público realizado, quer através da sugestão proposta aos cidadãos e ao qual eles corresponderam espontaneamente.

Urge que entendam, que só dizer "mal" não serve nem os vossos intentos, nem a credibilidade da política, que alguns "outsiders" da política, se apregoam de ter.

Sabem tão bem como eu, que à mulher de César não basta ser séria, é também preciso parecê-lo, como aliás escrevi há 12 anos no Jornal "O Templário" a propósito da actuação do na altura Presidente de Câmara e um dos vosso(s) Senhor(es).

Acreditem que para vossa infelicidade, o caminho que eu e muitos no PS decidimos há vários anos trilhar, não nos leva pelo vosso rumo.

Percebam isso e contribuam com soluções e alternativas para melhorar a nossa vida colectiva em Tomar. Concordem ou discordem do que vimos propondo, mas entendam que para serem alternativa séria, diria mesmo que para puderem ser levados a sério, devem ter uma atitude mais construtiva e acertiva.

Com as saudações de quem convosco trilha alguns dos caminhos da vida pública, e que assina

Luis Ferreira
(O próprio e sem Dr.)